Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Back to School - Dossier VS Caderno

por Teen Girl, em 19.09.16

O post de hoje, sugerido pela Daniela Gomes, é direccionado para as leitoras mais indecisas, que ainda não escolheram se devem usar caderno ou dossier durante o próximo ano letivo. Espero que vos seja útil.

 

                                             

Dossier                                                            Caderno

-  Todas as disciplinas estão juntas               - Só precisas de levar os cadernos das

 Contrapartida: Pode ficar pesado                 disciplinas que vais ter

                                                                              Contrapartida: É possível que te esqueças de

                                                                              algum caderno em casa

                                                                         

 

- Precisam de recargas                                    - Não precisam de recargas, logo são mais

                                                                          económicos

                                                                           Contrapartidas: Se uma folha se rasgar, não

                                                                           consegues colocá-la  de novo. Se acabarem

                                                                           as folhas, tens de comprar outro caderno.

 

- Podes colocar lá os anexos                         - Tem de ser complementado com um portfólio

 

- Consegues passar folhas a limpo               - Não consegues passar páginas a limpo

                                                                              (só agrafando)

 

- Se forem de plástico, conseguem               - Duram até acabarem as folhas

durar vários anos (porque são

resistentes)

 

 - Mais difíceis de transportar                        - Fáceis de transportar                

- Manutenção mais simples                           - A capa estraga-se facilmente

- Precisam de mochila espaçosa                 - Cabe em malas mais pequenas                                               

- Folhas perdem-se mais facilmente           - Não é comum perderem-se folhas

 

- Podes tirar folhas sem correr                     - Não deves arrancar folhas          

o risco de   ficar sem folhas suficientes                   

como no caso  dos cadernos                                                    

                                                               -

A minha decisão: Eu costumo ir variando de método, mas este ano tenho tão poucas disciplinas que achei que não compensava ter muitos cadernos e ainda um portfólio para guardar os anexos. Por isso, decidi usar um dossier de lombada fina, que irei esvaziar à medida que já não seja necessário.

 

Qual vai ser a vossa escolha?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:24

Back to School - Nova escola?

por Teen Girl, em 15.09.16

Se vais mudar de escola, este post foi mesmo feito a pensar em ti.

O mais importante ao chegar a uma nova escola é estar receptivo à mudança. Tens de ter a mente aberta para as novas situações com que te irás deparar e ser positivo em relação ao que vai acontecer. 

 

Para te integrares bem e criares novas amizades, a primeira coisa que deves fazer é ter confiança em ti mesma. Se, por norma, não és propriamente autoconfiante, fake until you make it. Eu também era assim e foi a fingir que acabei por me tornar bastante mais confiante. Talvez resulte contigo também :)

 

Ser confiante é importante porque só assim estarás à vontade para ser tu própria. Haverão sempre pessoas que não vão gostar de ti, mas tenho a certeza que a tua personalidade acabará por atrair as pessoas certas. É normal que queiras que as pessoas se interessem ti, mas não finjas ser algo que não és por causa dos outros. Problemas de afirmação é coisa que não falta neste mundo, mas isso não quer dizer que seja algo bom. Se alguém quiser levantar drama, enfrenta tudo de cabeça erguida, mas não dês importância. Nem vale a pena responder mal a pessoas assim.

 

 

 

Não tenhas medo de falar com as pessoas e, acima de tudo, não as ignores. Nada de superioridades, arrogância ou exibições. No início, os teus colegas podem não te parecer o tipo de pessoa com quem normalmente irias falar, mas não valem menos do que tu. Não julgues pelas aparências e não fales mal de ninguém. Quem sabe se aquelas pessoas, mais tarde, não vão revelar ser grandes amigas? Sê simpática e sorri sempre que tiveres oportunidade. Isso irá fazer as pessoas aproximarem-se de ti.

 

No primeiro dia, acorda bastante mais cedo para fazer tudo com calma e relaxar. Não vás com uma roupa/maquilhagem/cabelo demasiado produzida ou chamativa. Vai com algo com que te sintas à vontade: não queres adicionar a roupa à tua lista de preocupações.

Ao chegares à escola, apresenta-te logo. Só assim garantirás que te integras desde o início. Mostra que estás disposta a falar com as pessoas. Mete conversa. Se as pessoas retribuírem, pergunta aquelas questões que funcionam lindamente como quebra-gelo: à quanto tempo está na escola, quais são os melhores professores, quanto tempo demora o intervalo, onde podes almoçar ao pé da escola,...Mostra-te sempre interessada naquilo que te disserem. Vai ter com os outros alunos novos (se houver) e tenta falar com eles: afinal, encontram-se na mesma situação que tu. Tenta começar a passar intervalos com as pessoas da tua turma e a almoçar com eles nas horas de almoço conjuntas. De certo não vão dizer que não podes ir se pedires: eles compreendem o que é ser o aluno novo. Não tens de ficar sozinha! Para além disso, ajuda os outros nas disciplinas a que és melhor e nao tenhas receio de pedir ajuda naquelas que não dominas tão bem. Esclareceres dúvida e ainda fazes amigos! Podes também pedir os apontamentos deles do ano anterior, não só para ter tema de conversa mas para te informares sobre em que ponto da matéria vão.

 

 

Aproveita para mudar alguns dos hábitos que não gostavas e que as pessoas já conheciam. Ao chegares de manhã, cumprimenta sempre com um simples bom dia. Esforça-te por ser pontual e cumprir as regras. Tenta perceber se a escola é liberal ou conservadora e age de acordo com isso. Enquanto te estiveres a ambientar, talvez seja melhor veres o que os outros fazem antes de agires. Com isto não quero dizer que os devas copiar! Apenas deves usá-los como referência em situações em que não saibas o que hás de fazer. 

Há sempre um professor ou outro que são meio loucos da cabeça, mas a maioria está lá para te ajudar. Não hesites em perguntar as tuas dúvidas e o método da nova escola. Pelo menos no início, o melhor é não conversares muito nas aulas e estares bastante atento, para tentares conhecer melhor os professores e a sua maneira de ensinar. Conhece bem o espaço (podes pedir ajuda aos teus colegas) e envolve-te na escola, seja na associação de estudantes, a apoiar nos jogos inter-escolas ou a participar em concursos/ clubes/ visitas organizadas que tenham.

 

Por fim:  não fiques nervosa, age normalmente e tudo irá correr bem!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:21

Back to School - Como decorar os cadernos

por Teen Girl, em 11.09.16

Para variar um pouco, hoje decidi trazer-vos um post em forma de vídeo. Peço desculpa pela qualidade da máquina de filmar, mas foi o melhor que consegui arranjar.

Espero que gostem e que vos dê uma ideia um pouco diferente do que se vê por aí :)

 

 

Caso tenham alguma dúvida, perguntem nos comentários, e não se esqueçam de subscrever!

Se chegarem a concretizar este DIY, mandem imagens para revista.teen.girl@hotmail.com.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:30

Back to School - Dorme bem, acorda bem

por Teen Girl, em 06.09.16

Todas nós conhecemos bem aqueles dias em que o despertador toca e não nos apetece nada sair da cama. Para combater a preguiça matinal, trago-vos algumas dicas. 

 

Para que tenhas vontade de te levantar, é essencial que sintas que tiveste uma boa noite de sono e que conseguiste recuperar as energias. Manter o ritmo de sono (ou seja, ter um horário constante) ajuda a despertar na hora certa. O truque é acordar todos os dias à mesma hora (incluíndo aos fins de semana) e deitares-te apenas quando tiveres sono. Assim, vais acabar por adormecer poucos minutos depois de ires para a cama, habituando corretamente o teu corpo.

 

 

As sete/oito horas de sono são uma generalidade, o que quer dizer que existem algumas pessoas que precisam de dormir mais ou menos horas. Dormir mais do que o nosso corpo precisa não é bom: estudos provam que algumas pessoas perdem 10/15 horas a tentar dormir. Tenta ouvir o teu corpo e perceber quando ele estiver cansado, porque só aí é que será saudável ires-te deitar. 

 

Para dormires bem, não deves comer demasiado nem beber álcool antes de dormir (álcool desidrata o corpo). Produtos com substâncias estimulantes não devem ser consumidos. Todos os aparelhos eletrónicos devem estar desligados, visto que estes imitam a luz do Sol e impedem o cérebro de produzir hormonas essenciais a uma boa noite de sono. O ambiente deve estar silencioso e a uma boa temperatura - esta pode ser influenciada pelo número de cobertores. Para além disso, está científicamente provado que ler antes de dormir relaxa e favorece uma noite calma. Resumindo, tens de diminuir o ritmo antes de te ires deitar. Mentalizares-te que tens de acordar cedo no dia seguinte também ajuda.

 

Curiosidade: Sabias que o facto de preguiçares, de usares equipamentos eletrónicos, de estudar ou ler na cama, explica que à noite não adormeças logo após te deitares? Isto acontece porque o teu corpo deixa de conceber a cama como um espaço unicamente para descansar. Assim, evita fazer qualquer uma dessas coisas.

 

 

No dia seguinte, recomendo que te dês a ti própria tempo para acordar. Mete o despertador 10 minutos antes da hora a que queres efetivamente sair da cama para que tenhas tempo de te ires espreguiçando e mentalizando. Não te esqueças de pôr novamente um alarme dez minutos depois, para não correres o risco de adormecer outra vez. O telemóvel deve estar fora do teu alcance, para que não o estejas constantemente a desligar (todos sabemos que é isso que verdadeiramente acontece). Se fores obrigada a levantar-te para o apagares, é menos provável que voltes para a cama.

 

Há quem diga que deves colocar uma música agradável como toque. Pessoalmente, acho que quanto mais irritante for a música, mais eficaz é. E assim não existe o problema de deixares de gostar da música que meteste como alarme, como já aconteceu inúmeras vezes a amigas minhas.

 

 

Quando o segundo despertador tocar para te levantares, fá-lo mesmo. Aqueles 5 minutos que queres dormir para além disso não ajudam em nada, só estragam a tua produtividade e te deixam de mau humor, por veres mais uma vez o teu sono interrompido. Quando decidires acordar, acende a luz. Usa uma luz fraca/média para que não seja um "choque" demasiado grande. Se já houver luz natural, abre a janela e sobe os estores. Espreguiça-te bem, para acordares todos os músculos, respira fundo 2/3 vezes (a entrada de oxigénio é muito importante para acordar o corpo) e bebe um pouco de água para eliminar as tóxinas da noite. Se tiveres colocado esse copo na mesa de cabeceira, melhor ainda!

 

Estipula objetivos para o dia. Vais ver que ajuda a sentires-te motivado para ires realizar as tuas tarefas e levantares-te rapidamente. Depois, arranja um grande pequeno-almoço como mais um incentivo para os próximos dias. Se precisares, bebe um café. Chá preto, chá verde e chocolate também têm cafeína, pelo que são possíveis alternativas. Desde cedo, ajudam a estimular a atenção e memória. Mas não abuses!

 

 

 

Para ficares bem acordada, toma um duche rápido. A mim ajuda-me bastante! E se fores a pé para a escola, vais chegar à tua primeira aula com uma energia incrível. Há um estudo que diz que o sono está bastante relacionado com o frio e que, como a atividade física eleva o calor corporal, ajuda a despertar melhor. Se te for possível fazer o percurso casa-escola a pé, recomendo plenamente :)

 

Sugestão: Se durante as férias trocaste os horários todos, tenta adaptar-te aos horários escolares durante os próximos dias. Assim, quando chegar o 1º dia de aulas não vais ter dificuldade em acordar cedo! Sugiro que comeces a deitar-te no máximo à meia noite e a acordar antes das 9h. Dois/ três dias antes começa a deitar-te e a acordar às horas da tua rotina escolar. Vais ver que custará muito menos!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:59

Back to School - Como escolher a área?

por Teen Girl, em 31.08.16

Esta trata-se de uma das mais importantes questões com que todos os estudantes se deparam.

Para facilitar a decisão, trago-vos algumas dicas. Estas aplicam-se apenas à escolha de área no Secundário, mas estou a pensar fazer outro post para ajudar na candidatura para a faculdade ou até mesmo em decisões posteriores a isso.

 

No Secundário, ao contrário do que a maioria dos estudantes que vai passar para o 10º ano pensa, a escolha de área não é muito limitante. As áreas, apesar de não parecerem, são ainda bastante gerais, tendo em conta que no futuro te vais especializar num centésimo (se tanto!) delas. 

 

A primeira pergunta que te tens de fazer é:

curso científico-humanístico ou curso profissional?

Antes de mais, tens de ter noção que ir para um curso profissional não é vergonha nenhuma. É um curso tão válido como os outros. A principal diferença é que não é tão teórico, permitindo que consigas começar a trabalhar logo após acabares a escolaridade obrigatória. No final do Secundário, tens direito a fazer um estágio numa empresa da área em que estudes e tens de fazer uma Prova de Aptidão Profissional (PAP), na qual apliques os vários conhecimentos que adquiriste ao longo dos três anos. Frequentar um curso profissional não invalida a entrada na universidade - o único problema é que tens de estudar por ti próprio para fazeres os exames que servem como prova de acesso. 

 

É possível realizares cursos profissionais (os chamados Cursos de Aprendizagem) ao mesmo tempo que realizas um curso científico-humanístico, para o complementar. Para além disso, também podes frequentar Cursos profissionais de Dança, Música ou Audiovisuais em escolas de ensino artístico. Estes podem ser frequentados, mais uma vez, em simultâneo com cursos científico-humanísticos (é o meu caso), embora não seja possível dedicares-te tanto a ele.

No entanto, se gostas de estudar e tencionas ir para a Universidade, provavelmente o mais indicado para ti será um dos 4 cursos científico-humanísticos. Focar-me-ei mais neles visto que são os cursos com que estou mais familiarizada.

 

Como sabem,  quatro das disciplinas são comuns a todas as áreas: Português, Inglês, Filosofia e Educação Física. No fundo, estarás apenas a escolher 3 disciplinas específicas (duas bianuais e uma trianual). 

Para realizar essa escolha, tenta pensar a longo prazo. Se já sabes que curso queres tirar na universidade ou que profissão queres ter, escolhe a área que te facilita esse caminho. Por exemplo, se sabes que queres ir para Gestão, faz mais sentido escolheres Ciências Socioeconómicas no Secundário, embora Ciências e Tecnologias também te possibilite a entrada nesse curso. Para quê teres disciplinas nas quais não tens tanto interesse e que dão bastante trabalho?

 

Se, pelo contrário, ainda não tens as ideias muito claras, começa por pensar nas disciplinas do terceiro ciclo que mais gostas e nas quais és melhor. O que acontece com mais frequência é que estas coincidem. Se não coincidirem, tenta chegar a um equilíbrio. Isto no sentido em que, se gostares muito de algo a que não és muito bom, provavelmente não conseguirás vingar nisso, a menos que te empenhes muito. Estarás comprometido a esse nível?

 

 

Ciências e Tecnologias é a área para o qual os mais indecisos vão. É aquela que possibilita mais saídas após o Secundário, visto que engloba as disciplinas que contam como prova de entrada tanto nos cursos universitários relacionados com Ciências, Humanidades e Economia. Foi essa a razão para qual eu fui para esta área e não me arrependo nada, visto que ainda hoje não sei o que escolher e Ciências e Tecnologias não me limitou de maneira nenhuma. Prefiro ter agora todas as opções em aberto e não saber o que escolher do que já ter feito uma escolha no 10ºano e agora querer alterá-la, sem sucesso. Se estás interessado na área da Saúde, das Engenharias, da Arquitetura ou do Desporto, este é o curso ideal para ti. 

 

Ciências Socioeconómicas é uma área bem menos abrangente. À parte de Economia, Gestão, Finanças, Contabilidade e tudo o que mexe com isso, esta área só fornece as ferramentas para entrar nos cursos humanísticos. É mais indicado para quem tem uma ideia mais específica daquilo que quer fazer quando acabar o Ensino Secundário.

 

Línguas e Humanidades é um curso muito escolhido por pessoas que não querem ter Matemática. Na minha opinião, não deves escolher este caminho apenas como uma "fuga". Sendo uma área com menos empregabilidade, tens de trabalhar bastante para te destacares e conseguires ter sucesso. Só é possível fazer isso se gostares verdadeiramente daquilo que estás a estudar. Para quem gosta das áreas do Turismo, do Direito, da Educação, da Comunicação, da Diplomacia, ... (essencialmente, áreas em que se contacte muito com outras pessoas) este é o curso indicado.

 

Artes Visuais dispensa apresentações. Trata-se da área em que é mais difícil vingar, mas isso não o torna impossível. Apenas tens de ter a noção que, ao escolher este caminho, não basta ter jeito para o desenho. É preciso trabalhares muito! Apenas se estiveres disposto a trabalhar a sério é que deves optar por este caminho. 

O essencial para conseguires fazer todas estas escolhas é informares-te. Podes inclusivé falar com pessoas que tenham frequentado as várias áreas ou com o serviço de orientação vocacional da tua escola. Sinceramente, nunca achei que os Testes Vocacionais fossem muito fidedignos. Eles limitam-se a perceber aquilo que tu gostas (através de perguntas quase diretas) e aquilo em que és bom, através de um conjunto de testes. Como normalmente as duas coincidem, basta criarem uma percentagem e atribuirem-na à área x. No entanto, existem pessoas que acreditam muito nos resultados desses testes e se saíram bem na vida. É uma questão de experimentares e veres se te identificas!

E não te esqueças: o mais importante é que escolhas algo de que gostes mesmo. Se depois sentires que já não é aquilo que te interessa, tens sempre a opção de mudar. Este pensamento tira toda a pressão de cima desta decisão!

 

Espero que o post vos tenha sido útil.

Caso tenham alguma dúvida/ sugestão, enviem-na para revista.teen.girl@hotmail.com!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:06

Back to School - Material Escolar

por Teen Girl, em 26.08.16

Durante esta série, Irei fazer posts relativos a vários temas, desde dicas de organização e alimentação e outfits. Neste segundo post decidi falar-vos do material escolar, visto que é algo que necessitamos de preparar com alguma antecedência.

 

A primeira coisa a fazer é uma lista daquilo que necessitas para o próximo ano. Aqui está um exemplo:

 

Mochila/Mala

Para a escola, nos dias em que estás carregada, as mochilas são o mais indicado. Ao contrário do que a maioria das raparigas acha, existem imensas mochilas giras, é apenas uma questão de procurar! Tem atenção ao espaço que necessitas, para que não compres uma demasiado pequena.

Se quiseres que a mochila dure algum tempo, investe numa mais cara. Se, pelo contrário, necessitares dela durante pouco tempo, existem algumas a preço de pechincha nos supermercados!

Atenção: Escolhe uma cor da qual não te vás fartar.

 

Se não necessitares de levar muita coisa, opta por aquela mala de ombro que tu tanto gostas!

 

Manuais escolares - A lista da tua escola já deve ter saído.

 Cardernos (+ portfólio) OU

→ Dossier (+ micas + recargas de folhas + separadores)

* Estão interessadas num post Dossier vs Cadernos?

Dica: Compra cadernos/ dossier lisos (e baratos) e depois personaliza-os!

→ Papel forrador - Para forrares os teus manuais (ficam mais protegidos) e colar as etiquetas a identificar a o material.

→ Agenda (opcional)

 

 

Estojo com:

- Canetas azuis/pretas 

- Caneta coloridas - Para destacar as palavras chave.

- Lápis de carvão/ Lapiseira + minas

- Afia

- Borracha

- Régua que caiba no estojo

- Marcadores fluorescentes

- Corretor 

- Post its - Especialmente se não gostas de escrever nos livros como eu!

- Marcadores de páginas - Muito úteis, principalmente na hora de estudar.

- Calculadora

- Tesoura e cola (opcional)

 

Eventualmente:

Materiais de desenho/matemática (régua, compasso, esquadro e transferidor)

 Materiais para Arte/EV/EVT (indicados pelos professores no início do ano)

Materiais para Música  (indicados pelos professores no início do ano)

Materiais que necessites para personalizar os teus cadernos/ dossier

 

Opta por ir a supermercados em vez de papelarias. Sai muito mais barato e o material é praticamente o mesmo. Dentro dos supermercados, a marca branca costuma ter bastante qualidade. Eu costumo ir ao Continente e recomendo: para além de ter imensas coisas é muito acessível.

 

Antes de ires ao supermercado, vê o que ainda tens do ano anterior em bom estado. Costuma sempre sobrar material, especialmente as coisas que estão dentro do estojo! Se ainda gostares da mochila e esta não estiver desgastada, reutiliza-a: poupas dinheiro e não gastas material à toa. Dois em um!

Nota: Se os cadernos do ano passado ainda tiverem muitas folhas, arranca-as ou usa novamente o mesmo caderno para essa disciplina! Podes sempre decorar de maneira diferente de ano para ano.

 

Para além disso, tenta pedir emprestado os manuais ou material mais caro (como, por exemplo, a calculadora) a familiares/ amigos mais velhos que já não precisem deles! Atenção: Faz esta pesquisa antes de comprar as coisas.

 

Se seguires todas estas dicas, tenho a certeza que estarás completamente preparada para um regresso às aulas em grande!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:40

Back to School - Motivação

por Teen Girl, em 21.08.16

Agora que nos começamos a aproximar de Setembro, os próximos posts estarão mais relacionados com o Regresso às Aulas e com as tendências para a estação Outono/Inverno deste ano. Caso tenham alguma sugestão, estarei sempre pronta para a receber!

 

 

A primeira coisa antes de iniciar o ano letivo é arranjar motivação. Ninguém quer despedir-se do Verão e recomeçar aquela rotina chata a que nos submetemos todos os anos. No entanto, a atitude inicial é muito importante para definir se o ano escolar vai correr bem. Logo, trago 5 dicas para terem motivação para se dedicarem novamente a esta tortura à qual chamamos escola.

 

1. Começo pela mais óbvia. A certeza de conseguir entrar no curso de primeira opção na faculdade é algo espectacular. Para isso é preciso estudar e esforçares-te para que as notas sejam suficientes e não teres receio de não ser colocado. Por muita certeza que tenhamos relativamente ao curso que queremos seguir, devemos tentar ter a média mais alta possível para que, se mais tarde mudarmos de opinião, a nossa escolha não seja limitada pela média que temos. Assim, quando tiveres vontade de desistir, lembra-te que a tua felicidade futura pode estar em causa. 

 

"You don't wanna look back and know you could've done better."

 

2. Pensando num futuro mais próximo, é mais provável que possas sair com os teus amigos e divertires-te se os teus pais estiverem satisfeitos com o teu trabalho a nível escolar. Queres ir à maior festa do ano e os teus pais não estão muito tentados a deixar-te ir? Mostra que tens tido bons resultados e de certeza que eles se aperceberão que mereces um descanso! É uma troca por troca. Portanto, se já estiveres farta de estudar, lembra-te que não podes mesmo perder aquela festa!

 

3. Se atingires as notas que queres ficarás orgulhosa de ti própria. Como todo o teu trabalho foi compensado, é normal que tenhas mais vontade de estudar para os próximos testes. Tendo mais vontade de estudar, serás mais produtiva e terás novamente boas notas. O sucesso aumenta a motivação e vice-versa. É um ciclo vicioso.  Para além disso, está provado que um bom rendimento escolar e uma boa auto-estima são muitas vezes associados. A auto-confiança ficará melhorada se os teus objetivos escolares forem cumpridos. Para evitar desistências, pensa no quão bem te irás sentir quando vires um 100% ou um 20 escrito naquela folha de ponto!

 

4. Estudar não é, de longe, tão mau como ter uma má nota. Há sempre quem consiga ultrapassar os maus resultados e arranjar motivação para começar a trabalhar, mas a maioria das pessoas acaba por desistir, sendo que a vontade de trabalhar é cada vez menor. Maus resultados atraem maus resultados. Esforça-te para que isso não aconteça e, caso tenhas um deslize, não desanimes. Com muito trabalho qualquer nota pode ser recuperada! Para além disso, é importante que estabeleças objetivos. Caso não os consigas obter à primeira, é necessário que continues a tentar. Tem apenas atenção a não definir objetivos não realistas, para que não fiques desmotivada cada vez que não consigas concretizá-los. 

 

5. Não atribuas uma carga negativa à escola. Se associares a escola a pensamentos positivos, a motivação para lá ires será sempre maior! Envolve-te em atividades extracurriculares que explorem outras áreas que gostes (música, desporto, associação de estudantes, etc.), faz grupos de estudo com os teus amigos, complementa as tuas aulas com livros que aumentem o teu conhecimento sobre o assunto, organiza as tuas próprias visitas de estudo a locais sugeridos pelos professores e sobretudo, interessa-te pelo que estás a estudar! Muitas vezes não vemos qual a utilizade dos conteúdos que aprendemos, mas ela acabará por se demonstrar nos momentos em que menos estiveres à espera!

Dica: Investe em material escolar do qual gostes. Assim terás mais vontade de estudar!

 

Espero que tenham gostado das dicas!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:58

Verão - 15 Coisas para fazer

por Teen Girl, em 14.08.16

Durante as férias deparamo-nos com alturas em que não conseguimos arranjar nada para fazer. No caso de te estar a acontecer isso, deixo aqui algumas ideias de atividades para que consigas aproveitar bem o teu último mês de férias, sem necessidade de grandes viagens :)

 

1. Põe-te em forma!

Praticar desporto ou ir ao ginásio é sempre uma boa forma de passar o tempo. Com amigos, ou até sozinha, são atividades divertidas e que nos ajudam a alcançar aquele físico que queremos atingir, especialmente no Verão. Se o ginásio tiver piscina, porque não aproveitar também?

 

2. Atualizar séries e filmes

Se tens vários episódios das tuas séries preferidas em atraso é sempre uma boa altura para as pôr em dia. Se encontrares novas séries que te interessem podes também começar a vê-las! E um bom filme com amigos vem sempre a calhar numa tarde mais apagada :)

Nem precisas de ir ao cinema: faz umas pipocas, escolhe um bom filme na televisão e fecha os estores. Vai ficar fantástico!

 

3. Ler

Se não estiver muito bom tempo, podes sempre ficar em casa ler. Se estiver bom tempo, podes ir para um parque ou um sítio agradável ao ar livre e sentares-te na relva ou num banco de jardim. De certeza que será muito mais produtivo do que ficar no computador! Procura livros que te interessem e pede sugestões de amigas com gostos parecidos. Aproveita para adiantar as leituras do próximo ano letivo ou para ler aquele calhamaço no qual tinhas o olho posto!

 

4. Praia/ Piscina

No Verão, este é o destino mais comum! Investiga se algum dos teus amigos tem piscina em casa ou combinem uma ida à praia todos juntos. Nesta altura do ano, os transportes para as praias mais próximas costumam estar muito facilitados, pelo que não tens qualquer desculpa!

 

5. Visita a tua cidade!

Aproveita para conhecer melhor a cidade onde vives. Investiga sítios giros onde nunca tenhas ido, pega na máquina fotográfica, nos ténis e no mapa e sai à aventura! Nota: Se preferires, opta pela bicicleta em vez de ires a pé.

➸ Procura iniciativas (grátis) que estejam a decorrer. Agora, em Agosto, costumam ser organizadas várias atividades desde cinemas ao ar livre a concertos e exposições!

➸ Durante os teus passeios, aproveita para experimentar restaurantes/ geladarias novos!

 

6. Faz uma sessão fotográfica

Junta um grupo de amigas, pede uma câmara boa emprestada a alguém e escolham um sítio com paisagens giras. Depois é só levarem alguns adereços/ mudas de roupa e um grande sorriso! Provem que uma sessão não precisa de ser profissional para ser divertida.

 

7. Combina uma sleepover/ noite de jogos!

Se quiseres algo mais original, junta um grupo de amigos, tragam jogos de tabuleiro (e muita comida!), façam equipas e organizem uma grande noite de competição. Se optares pelo mais convencional, faz uma sleepover com as tuas amigas e aproveita para pôr a conversa em dia.

8. Expressa a tua criatividade!

Vê vídeos no Youtube de tutoriais DIY e tenta replicá-los. Pinta. Canta. Dança. Toca um instrumento. Faz prendas para as tuas amigas. Usa o tempo que tens para fazer coisas que normalmente não farias mas que, na verdade, gostas de fazer!

 

9. Remodela a tua casa/quarto

Depois de pelo menos um ano a olhares para exatamente o mesmo quarto, porque não aproveitares esta altura para mudares a decoração ou arranjares aquela prateleira que te está a fazer falta? Inspira-te nos catálogos do Ikea e cria um espaço único, no qual te sintas bem. Se quiseres estender essa criatividade ao resto da casa, tenho a certeza que a tua família irá agradecer! Nota: Se não quiseres remodelar/ redecorar, pelo menos arruma o teu quarto.

10. Arranja um trabalho de Verão

Torna-te monitor em campos de férias, faz babysitting, toma conta de animais, arranja um part-time num restaurante... Ocupa-te e tenta ganhar algum dinheiro com isso! Se pensas que nesta altura do Verão já é impossível arranjar um, estás muito enganada! Neste grupo do Facebook [link] existem várias propostas. 

 

11. Faz um álbum de recordações

Tira muitas fotografias e cola-as num álbum com pequenos comentários para mais tarde recordares. Podes também fazer desenhos e colagens de bilhetes de autocarros, eventos ou locais onde tenhas ido! Se personalizares a capa, irá ficar incrível :)

 

 12. Aperfeiçoa um desporto, língua, dança, etc.

Se ainda não começaste a aprender nenhuma destas coisas e até tens interesse nisso, começa agora. Se já começaste mas ainda não atingiste o nível que querias, aproveita o tempo que tens nestas férias para efetivamente te dedicares a isso. Em vez de dizeres que gostavas muito de aprender a falar italiano, começa a aprender. Em vez de dizeres que gostavas de conseguir nadar 50m em 30 segundos, começa a trabalhar para isso. Não te fiques pelos sonhos!

 

13. Cria um blog/ canal no Youtube

Aquilo que referi no tópico anterior, também se aplica neste caso. Se sempre foi algo que quiseste fazer, aproveita este Verão para iniciares o projeto que tanto querias!

 

14. Estipula objetivos para o próximo ano letivo

Este é muito importante! Começa por analisar aquilo que correu bem e mal durante o ano passado. Depois, arranja soluções para melhorar aquilo que correu mal e tenta definir como te vais organizar em termos de tempo, se vais ter alguma atividade extracurricular, como tencionas estudar... Por último, identifica aquilo que pretendes alcançar durante o próximo ano. Quanto mais tempo tiveres estiveres para te focar nisso, melhor correrá!

 

15. Descansa!

Last, but not least: Dorme até às horas que te apetecer, ouve música relaxante deitada na cama, dá-te ao luxo de ser um bocadinho preguiçosa sem ficares com o remorço de teres de ir estudar. Afinal, é óbvio que queres aproveitar ao máximo estas férias, mas deves ter em mente que elas são a tua única oportunidade de recarregar as baterias!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:54

Verão - Cuidados a ter com o Cabelo

por Teen Girl, em 05.08.16

Com a chegada do sol e do calor, torna-se necessário redobrar a atenção que temos relativamente ao nosso cabelo. Com o Teen Girl, aprenderás algumas dicas de maneira a viveres o teu Verão da melhor maneira.

 

A água do mar e a água da piscina são agentes bastante agressores para o cabelo, o que aumenta a sua susceptibilidade para formar pontas duplas e se tornar mais seco e quebradiço. O sal abre a cutícula dos fios, deixando-os sem brilho e endurecidos (pois retira toda a água presente no cabelo). A areia, aliada ao sal, faz com que o cabelo fique com ainda mais frizz. Até o próprio súor pode contribuir! Para que isto não aconteça e o teu cabelo se mantenha sempre saudável, é necessário investir numa coisa muito importante: a hidratação.

A melhor altura para aplicar produtos hidratantes  é depois do banho (atenção: geralmente os produtos líquidos são para cabelos oleosos e os cremes são mais indicados para os cabelos secos). Antes de aplicar esses produtos é importante enxaguar o cabelo com água corrente para tirar o excesso do cloro/sal, visto que ambos danificam os fios. Deixo uma sugestão de receita de máscara hidratante:

Ingredientes: 1/2 abacate maduro amassado + 1 gema de ovo + 2 colheres de sopa de mel

Procedimento: Misturar tudo, colocar a mistura no cabelo, massajar (do meio para as pontas), envolver o cabelo numa touca de papel de alumínio e deixar atuar durante 30 minutos. Enxaguar de seguida. 

 

Se decidirem usar uma máscara comprada, podem potencializá-la misturando-a com óleos essenciais como, por exemplo, macadâmia e abacate ou azeite, conhecidos por serem extremamente hidratantes. (Dica: antes da aplicação da mistura, coloquem-na no micro-ondas durante 10 segundos.)

Para além disso, há sempre a opção de fazer tratamentos nocturnos. Estes são bastante mais simples porque apenas se tem de aplicar o creme no cabelo húmido e deixá-lo agir durante toda a noite.

 

Especialmente durante o Verão, dá-se preferência ao uso de produtos suaves e naturais (sem muitos químicos) ou até mesmo de linhas de cabelo  próprias para esta estação, visto que contêm nutrientes hidratantes e fortalecedores que contribuem para a regeneração dos fios. No caso de cabelos pintados é necessário ter ainda mais cuidado com a hidratação (caso queiram posso fazer um post específico para esse tipo de cabelo). Os raios UVA e UVB estimulam a perda de queratina, pelo que se deve realizar um tratamento de restauração ou usar produtos com queratina numa tentativa de minimizar os danos causados.

 

O secador e prancha não devem ser usados a menos que seja mesmo necessário. Nesse caso, o protetor de calor é essencial para prevenir ao máximo as agressões das altas temperaturas.

Não se recomenda o uso produtos com álcool, pois este resseca o cabelo.

 

O uso de chapéu enquanto se está ao sol é aconselhado. No entanto, ao contrário do que a maioria das pessoas pensa, este não se deve usar enquanto se esteja sombra, pois abafa o couro cabeludo. Como é óbvio, o uso de protector solar é essencial para que este não queime nem fique ressequido. Para além do protector, podem andar com um frasco com água e uma colher de chá de mel para irem borrifando durante o dia se sentirem o cabelo a ficar muito estragado.

 

Uma das recomendações mais importantes consiste em não entrar na água com o cabelo seco. Se conseguirem, molhem-se primeiro num duche, para que o cabelo não absorva tanta quantidade de cloro e sal. Depois de mergulhar, devem voltar a passar o cabelo por água doce de forma a que as fibras capilares não sequem, ao diminuir o tempo de contacto entre o sal/cloro e o cabelo. Esta deve ser fria ou morna, visto que a água quente contribuirá para a secura dos fios e para que estes fiquem baços. Quando o cabelo estiver molhado, é importante não o prender em rabo de cavalo ou pôr ganchos, visto que os fios podem ficar esticados ou torcidos. Para além disso, não se deve esfregar o cabelo com a toalha para retirar o excesso de água – basta apertá-lo delicadamente.

Especialmente durante o Verão, mantenham os cabelos e o couro cabeludo sempre limpos. O suor, o calor e a humidade facilitam problemas como seborréia e caspa. Uma boa alimentação também poderá ajudar a ter um cabelo mais saudável e bonito!

 

Como sabem, o cabelo deve ser cortado quando o Verão acabar. Todos os cabelos necessitam de manutenção a cada três meses, visto que a parte final dos fios abre e isso dificulta a retenção de nutrientes. Por muito bom que seja o nosso tratamento durante o Verão, Setembro é uma óptima altura para irmos ao cabeleireiro e nos livrarmos das pontas ressequidas!

 

Por fim, o stress promove a segregação de hormonas que podem deixar o nosso cabelo com sinais de fragilidade portanto aproveitem esta época do ano para relaxar :) 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:50

Teen Girl

por Teen Girl, em 31.07.16

Olá! Sejam bem vindos à vossa nova fonte de moda e beleza.

Aqui poderão encontrar posts sobre tudo desde conselhos decorativos a tendências da estação, passando pela maquilhagem e por alguns DIY's. Se tiverem alguma sugestão/pedido não hesitem em mandar um email para revista.teen.girl@hotmail.com ou em escrever um comentário. Estarei sempre disponível para esclarecer as vossas questões.

Este será um espaço que para além do que meu, será também vosso. Espero que gostem!

 


Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:35




Links

 

 



Design by Sacha

Mensagens

Follow